terça-feira, 2 de abril de 2013

Por quem os sinos quebram

Adriano 'Mineirinho' conseguiu a proeza de ser o primeiro brasileiro a ganhar a etapa de Bell's - isso entre los hombres, pois Silvana Lima já tinha realizado o feito em 2009.

O campeonato acontece há 52 anos, e poucos brasileiros conseguiram resultados expressivos por lá. Este ano foi bem diferente: os únicos que não avançaram da primeira fase (não eliminatória) para a terceira perderam para outros brasileiros; Medina perdeu para Raoni e o Mineiro perdeu para Alejo - ambos conseguiram superar a segunda fase, onde os destaques foram o português Tiago Pires e Jordy Smith, apontado por alguns como possível vencedor. Na terceira fase, as únicas baixas foram a de Alejo, que perdeu para Jordy, e a de Medina, que ainda não se recuperou completamente do problema no tornozelo (perdeu para o novato Filipe Toledo). Os destaques, comentados mundo afora, foram as vitórias de Raoni - sobre o atual campeão mundial, Parko -, e do William Cardoso - sobre o Slater. A fase seguinte, também não eliminatória, viu Cardoso e Mineiro avançarem direto às quartas-de-final; Raoni e Filipe tiveram que disputar a quinta fase, em que Filipe deu show.

A presença de três brasileiros nas quartas-de-final foi algo sem precedentes, vários gringos estavam chamando o pico de Bells de Janeiro. Infelizmente, só Mineiro passou, e por cima do bi-campeão Mick Fanning. Ainda assim, Occy e outros comentaristas estrangeiros apostavam mais no Taj e no Jordy. Taj perdeu a primeira semi-final para o outro novato, Nat Young, último goofy remanescente no campeonato. Na sequência, em uma emocionante disputa, Mineirinho superou Jordy por apenas 0,04 ponto. A final foi sinistra: chuva, vento errado, e o mar parecia estar subindo. Adriano conseguiu manter-se à frente todo o tempo, mas sabia que não podia dar mole, e não deu. Faltando uns dois ou três minutos pra acabar a bateria, uma onda gigante surgiu do nada e varreu os dois competidores pro inside, tirando-os de posição. Nat Young remou como um louco pra uma última onda, mas não conseguiu entrar. Depois disso, só festa: Adriano, de tão empolgado, chacoalhou tanto o troféu, que o sino se soltou da moldura do troféu.

Entre os brasileiros, todos foram de bem a muito bem, mas destaco o William Cardoso: o cara perdeu os pais nos últimos 18 meses, só pôde competir porque há três ranqueados machucados (JJF, Fred P. e Miguel Pupo), mas aproveitou a chance e poderá vir a integrar a elite oficialmente após o término da temporada - ele está, atualmente em 16º pelo WT e em 12º pelo World Ranking. Maiores informaçãos, vá ao site da ASP, acho esse sistema meio confuso =P

A próxima etapa será a do Rio, de 8 a 19 de maio, e, assim como em Bell's, faz parte também do circuito feminino.